Desde a madrugada desta quinta-feira equipes do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) e também, emergencialmente, da prefeitura de Florianópolis, trabalham para mapear e sanar problemas registrados nas rodovias estaduais que cortam a Ilha. Conforme as últimas informações divulgadas pelo Deinfra, por volta das 17h desta quinta-feira, ainda há, pelo menos, quatro frentes de trabalho nas vias. 

O ponto mais crítico segue sendo o trecho próximo ao trevo do Rio Tavares, na SC-405, na região sul da Ilha. O tráfego segue interrompido para veículos pequenos no local por conta do alagamento na pista. A alternativa para quem precisa passar pelo local segue sendo a Base Aérea. O horário para passar pelo local, que estaria liberado, a princípio, até as 19h desta quinta-feira, foi prorrogado até a 1h, atendendo ao pedido do prefeito. Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), ônibus e caminhões já conseguem passar pelo local. Agentes estão no trecho para orientar os motoristas.

Confira abaixo detalhes sobre os trabalhos feitos nas rodovias, repassados pelo Deinfra:

SC-401, região norte da Ilha: equipes do Deinfra trabalham em reparos na cratera próximo a ACM. Está sendo colocado pedras para amenizar a situação e a pavimentação deve ocorrer na sexta-feira.

SC-405, região sul da Ilha: equipes aguardam a água baixar para poder verificar se houve danos na rodovia. A princípio, não foi registrado rompimento de asfalto, mas o trecho segue intransitável para veículos pequenos por conta do volume de água sobre a pista. Ônibus e caminhões já estão passando pelo local.

SC-406, região leste da Ilha: foi necessário fazer a desobstrução da pista, retirando uma árvore no morro da Barra da Lagoa. Deinfra estima que o local já está em condições de tráfego.

SC-404, região leste da Ilha: houve um deslizamento no morro da Lagoa, mas a ocorrências já foi sanada após a retirada de árvores que obstruíam a via. 

Leia também:

Chuva causa danos e deixa desabrigados em SC

 Veja também
 
 Comente essa história