Prefeitura de Florianópolis decreta situação de emergência Cristiano Estrela / Diario Catarinense/Diario Catarinense

Foto: Cristiano Estrela / Diario Catarinense / Diario Catarinense

O prefeito Gean Loureiro decretou situação de emergência em Florianópolis por causa do volume de chuvas que atingiu todas as regões da Ilha. A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa às 8h30min desta quinta-feira. 

A estrutura administrativa da prefeitura foi colocada à disposição da Defesa Civil para ajudar nos trabalhos do órgão municipal. Caminhões e retroescavadeiras estão atuando nas regiões alagadas para minimizar os problemas. A prioridade tem sido as rodovias que estão parcialmente interditadas. 

A cidade já registrou volume de 400 mm de chuva desde a segunda-feira. O acumulado maior se concentrou no Norte da Ilha. Abrigos estão disponíveis na Escola Donícia Maria da Costa, no bairro Saco Grande, e na Passarela Nego Quirido, no Centro.  

Houve deslizamentos de terra na Estrada Intendente Antônio Damasco, no bairro Ratones; na SC-401, no Norte da Ilha; e na SC-406, entre a Barra da Lagoa e a Praia Mole. 

Além da Capital, a Defesa Civil emitiu alerta para deslizamentos em Governador Celso Ramos, São José, Palhoça, Itapema, Penha, Balneário Camboriú, Antônio Carlos, Navegantes, Biguaçú, Itajaí, Santo Amaro da Imperatriz, Tijucas e Garopaba. 

Confira os telefones de emergência:

Defesa Civil = 199
Bombeiros = 193
Polícia Militar = 190

Leia mais

Transporte público funciona com apenas 40% da capacidade em Florianópolis

Principais acessos da Ilha estão parcialmente interditados por causa da chuva

Florianópolis registra o maior volume de chuvas do Estado

Leandro Puchalski: Semana continua com tempo instável

Queda de árvore mata criança de 8 anos em São João Batista


 Veja também
 
 Comente essa história