Três guerrilheiros do ELN morreram e outros seis ficaram feridos em um bombardeio das forças armadas da Colômbia contra um acampamento rebelde no noroeste do país, informaram as fontes oficiais nesta quinta-feira (1).

A ofensiva militar foi executada na segunda-feira na área do rio San Juan, no departamento (estado) do Chocó, fronteiriço com o Panamá, disse a jornalistas o general Jorge Arturo Salgado, comandante do Comando Conjunto de Operações Especiais das forças armadas.

No lugar habitam comunidades indígenas que denunciaram danos pelo bombardeio, segundo informou na terça-feira a Organização Nacional Indígena da Colômbia (ONIC).

O grupo disse que o ataque deixou uma indígena menor de idade ferida. Mas o comandante das forças militares, general Alberto Mejía, disse a rádios locais que a menina havia sido recrutada pelo grupo rebelde e descartou danos à população.

O bombardeio ocorreu no mesmo dia em que o presidente Juan Manuel Santos congelou os diálogos de paz com a guerrilha guevarista, reconhecida pelo governo como a última do país.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história