Cratera na SC-108 completa oito meses sem solução /

Buraco se formou ao largo do Rio Tijucas após chuvas em junho de 2017. Foto: Reprodução NSC-TV

Já se passaram oito meses desde que uma cratera se formou em um trecho da SC-108, entre São João Batista e Major Gercino, na Grande Florianópolis. Desde então, motoristas que usam o trecho aguardam por uma solução por parte do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), mas até agora a espera tem sido em vão. 

O buraco se formou ao largo do Rio Tijucas, no quilômetro 166, em função de fortes chuvas no mês de junho de 2017. A reportagem da NSC TV esteve no local na época do desmoronamento e voltou nesta semana, constatando que nenhuma obra foi feita no trecho. Apenas algumas placas indicam o perigo aos motoristas. No local, o tráfego está em mão única, com os carros precisando usar o acostamento em diversas ocasiões para evitar acidentes.

Motoristas ouvidos pela reportagem criticaram as condições da rodovia e disseram que o Estado parecer estar "esperando algo mais grave acontecer" para tomar uma atitude. Embora ninguém tenha morrido no local, são muitos os relatos de sustos por conta das más condições da rodovia, que não possui iluminação noturna.

Em junho, o Deinfra informou à NSC TV que faria uma obra emergencial, com dispensa de licitação, para solucionar o problema. Nesta quarta-feira, por sua vez, o órgão disse que houve uma reunião no começo da semana com prefeitos e lideranças da região para tratar do assunto. Não há, contudo, um prazo para a realização do reparo, cujo custo está estimado em R$ 450 mil.  

Ainda segundo a assessoria do Deinfra, a verba para a obra virá da Secretaria da Fazenda. Desde junho, apenas serviços emergenciais, como reforço na sinalização e retirada de entulhos, têm sido feitos no local.

 Veja aqui a reportagem do Jornal do Almoço sobre a cratera. 

 Veja também
 
 Comente essa história