A Polícia egípcia deteve nesta quarta-feira (14) Abdel Moneim Aboul Foutouh, figura crítica do governo e dirigente de um partido político, juntamente com cinco de seus adjuntos, informaram fontes dos serviços de segurança.

Desconhecem-se por enquanto as razões da detenção de Aboul Foutouh, candidato às eleições presidenciais de 2012.

Sua detenção ocorre depois da do vice-presidente de seu partido e se dá após ter feito um chamado a personalidades políticas a boicotar a eleição presidencial de março, na qual o chefe de Estado em fim de mandato é candidato à reeleição.

Ex-líder da Irmandade Muçulmana, apoiou manifestações que pediam a saída do presidente islamita Mohamed Mursi, destituído pelo exército, então chefiado por Abdel Fattah al-Sisi, atual presidente da República e ex-chefe do exército.

Depois foi crítico do presidente Sisi, que dirige o país com mão de ferro desde 2014.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história