"Só o programa PMSC Mobile, que conferiu um tablet a cada viatura, reduziu pela metade o tempo de atendimento de uma ocorrência. Isso significa o dobro de tempo para o atendimento ao cidadão."

Coronel Araújo Gomes, comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina. Em entrevista ao Bom Dia Santa Catarina, NSC TV,  em 23/1/2018.

Exato, prova real, fact-checking
Foto: Artes DC / Artes DC

O programa PMSC Mobile começou a ser implantado em Santa Catarina em 2015 e no ano passado alcançou 100% de cobertura. Atualmente, todos os batalhões do estado têm kits compostos por um tablet e uma impressora térmica portátil disponíveis para as equipes assim que assumem o serviço, junto com as armas e equipamentos de proteção. Ao ser consultada pelo Prova Real, a Aprasc, associação que representa os praças, fez um levantamento em todas as regionais do estado e confirmou com os policiais a disponibilidade e o uso dos tablets.

Com o kit, a guarnição recebe no tablet as informações da Central de Emergência; no mesmo dispositivo registra o Boletim de Ocorrência, que é adicionado automaticamente ao sistema da Polícia Militar; e ainda pode fazer consultas aos sistemas das polícias militar e civil. Antes era tudo no papel e por radiocomunicação. A aferição do tempo de atendimento em cada ocorrência é feito apenas de forma interna, pela própria PM. Em nota, o comando-geral informou que “de forma global, as análises comparativas dos tempos de atendimento das guarnições (por amostragem no SADE), antes e depois do uso do aplicativo PMSC Mobile, demonstram uma redução da duração média e aproximada dos atendimentos de 50 minutos para 30 minutos.”

O Tribunal de Justiça e o Ministério Público também confirmaram a assinatura de convênios com destinação de recursos para a aquisição dos kits.

Em 2017, uma reportagem do Jornal Hora de Santa Catarina também mostrou a redução no tempo de atendimento das ocorrências após a implantação do Programa PM Mobile. 

O Prova Real é a iniciativa de fact-checking e debunking da NSC Comunicação. Você também pode sugerir temas pelo e-mail provareal@somosnsc.com.br ou pelo WhatsApp (48) 99188-2253. Clique aqui e confira mais checagens na nossa página.

Confira outras checagens:

Radar na Avenida Beira-Mar Norte: é verdade?

 Crianças foram parar no hospital por consumir pirulito com energético?

 Veja também
 
 Comente essa história