Prova real: cera da maçã é prejudicial para a saúde e rins? Falso Reprodução / Reprodução/Reprodução

Foto: Reprodução / Reprodução / Reprodução

Um vídeo publicado no Facebook em 4 de maio do ano passado mostra um casal retirando a cera da casca de uma maçã. Nas imagens, que tiveram mais de 55 mil compartilhamentos até as 22 horas desta quinta-feira (12), um homem diz: "Olha aí a ruma (grande quantidade) de parafina que tem na maçã. Isso aqui vai direto para os rins". Apesar de ser muito disseminada na internet, a afirmação NÃO FECHA.

Confira todas as publicações do Prova Real

A cera existe, mas não se trata de parafina e não é prejudicial para a saúde e rins. Segundo o engenheiro agrônomo da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Luiz Carlos Argenta, que também é doutor em Fisiologia de Plantas, a substância é natural e aparece em cascas de frutas e folhas, não apenas na maçã. Além disso, não é artificial ou colocada para deixar a fruta com aparência de nova. 

Trata-se de uma camada de material lipídico (cutina, suberina e cera) que se forma na superfície de folhas, frutos, flores e raízes durante o desenvolvimento. Essa camada protetora reduz a perda de água (desidratação da planta) e a penetração de fungos e bactérias que podem causar doenças nas plantas. A estrutura desse revestimento natural é detalhada em livros de Anatomia e Fisiologia Vegetal. Veja aqui uma publicação científica que fala do assunto. 

No Brasil, os produtores e empacotadores não aplicam ceras em maçãs. Algumas empresas de outros países, como nos Estados Unidos, aplicam ceras extraídas de alguns vegetais, como a carnaúba, sobre a superfície de maçãs. Mesmo assim, elas não são nocivas à saúde. 

Um exemplo de como ver a cera nas frutas e folhas: coloque uma gota de água sobre a superfície de uma folha de couve ou de um tomate. Você verá que a gota de água rola e não penetra no tecido da folha ou do fruto. Isso ocorre devido à camada lipídica e de ceras da superfície dos frutos e folhas. 

Sobre afetar os rins 

Não há estudo ou base científica que identifique algum prejuízo da maçã para os órgãos ou rins. Segundo o nefrologista Marcos Alexandre Vieira, da Pró-Rim, referência nacional no assunto, não há literatura médica que comprove que a fruta causa doença renal. Pelo contrário. A fruta é indicada para o paciente com problemas renais comer. Há frutas, como a banana, que é rica em potássio, que trazem malefícios. Porém, apenas para esse público e o médico vai saber indicar o que pode ou não comer. 

Anvisa 

Outra ferramenta para o consumidor saber se o produto é proibido no país ou causa algum mal para a saúde é o site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Hoje não há nenhuma proibição de qualquer marca que comercializa a fruta. Basta acessar aqui e digitar a palavra "maçã" para conferir as informações.

Portanto, a informação divulgada pelo vídeo NÃO FECHA.

Confira todas as publicações do Prova Real

Veja outras checagens:

Vai ter surto de gripe em abril? Água morna com sal protege do vírus H1N1?

Após repercussão de vídeo, Agnaldo Timóteo pede desculpas aos moradores do Sul do país

Pequena pistola de brinquedo está sendo usada em assaltos. É verdade?

 Veja também
 
 Comente essa história