Décimo segundo catarinense a ocupar um lugar na Esplanada dos Ministérios desde a redemocratização, em 1985, Vinícius Lummertz assumiu no início de abril o Ministério do Turismo. No dia da posse, ele concedeu entrevista à CBN Diário e, entre os temas abordados, estavam investimentos da pasta em rodovias do Estado e número de turistas em navios cruzeiros na última temporada de verão catarinense. O Prova Real selecionou trechos das declarações do ministro para serem checados. A seguir o resultado. 

Confira todas as publicações do Prova Real

Linha, prova real
DCFoto:

"O Ministério (Turismo) já fez investimentos na duplicação da SC-401, da SC-403 e eu estava lá como Secretário de Políticas do Ministério."  
Vinicius Lummertz, ministro do Turismo, em entrevista à CBN Diário, no dia da posse, em 10 de abril deste ano. 

Exato, prova real, fact-checking
Foto: Artes DC / Artes DC

A declaração do ministro está exata. A Secretaria de Estado da Infraestrutura confirmou os investimentos para a duplicação dessas rodovias em Florianópolis. Entre 2011 e 2012, o Ministério do Turismo repassou R$ 9,8 milhões para obras em dois trechos da SC-401, de Jurerê à Canasvieiras, conforme mostra documento abaixo.

turismo, prova real
Foto: Reprodução / Reprodução

Em nota encaminhada ao Prova Real, a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Infraestrutura comprova o repasse de R$ 6 milhões usados na SC-403. Confira o texto abaixo:

"SC-403. Houve investimento federal, através do Ministério do Turismo, no valor de 6.000.000,00 (seis milhões de reais), sendo aplicado em sua totalidade nos anos de 2015 e 2016. É impossível mensurar o trecho, pois houve vários pagamentos no decorrer da obra.
A obra refere-se à execução dos trabalhos de duplicação, incluindo restauração da pista existente, obra de arte especial (viadutos) e terra armada, na Rodovia SC-403, trecho: entrocamento Rodovia SC-401-Ingleses, com extensão de 5,2 km, no município de Florianópolis/SC.
"

Linha, prova real
DCFoto:

"Balneário Camboriú teve recentemente 40 paradas (de cruzeiro), cada vez desce 4 mil pessoas."
Vinicius Lummertz, ministro do Turismo
, em entrevista à CBN Diário, no dia da posse, em 10 de abril deste ano.

Não é bem assim, prova real, fact-checking
Foto: Artes DC / Artes DC

A temporada 2017/2018 foi a primeira em que Balneário Camboriú recebeu cruzeiros, porém não na quantidade informada pelo ministro na entrevista. De acordo com a Secretaria Municipal de Turismo, 19 paradas foram registradas, e não 40. Confira abaixo nota da pasta encaminhada ao Prova Real:

"Balneário Camboriú recebeu na temporada 2017/2018 19 cruzeiros na cidade. Seriam 20 escalas, mas o transatlântico Preziosa, da empresa MSC, que atracaria em Balneário Camboriú no dia 18 de março, teve uma mudança de rota e não visitou a cidade. Desde novembro de 2017, quando iniciou a temporada, foram mais de 81 mil passageiros trazidos por navios da Pullmantur, MSC Cruzeiros e Costa Cruzeiros. Para a próxima temporada (2018/2019), 27 transatlânticos já estão confirmados."

O Prova Real ainda entrou em contato com o Atracadouro Barra Sul, onde param os cruzeiros, que informou que dos 81 mil passageiros que vieram para Balneário Camboriú, entre cruzeiristas e tripulantes, 54 mil desembarcaram dos navios para visitar a cidade e a região. Ou seja, uma média de 2.840 pessoas desceram por embarcação, e não 4 mil como disse o ministro. Abaixo, a nota encaminhada pelo Atracadouro Sul:

"Nesta temporada de cruzeiros 2017/2018 em Balneário Camboriú, o Atracadouro Barra Sul recebeu 19 escalas de navios das companhias MSC, Pulmmantur e Costa Cruzeiros. Foram 81.829 passageiros (entre cruzeiristas e tripulantes) e destes, mais de 54 mil desembarcaram dos navios para visitar a cidade e a região."

Contraponto

A assessoria do ministro disse que ele se referia ao número de passageiros a bordo, e reconheceu que esta checagem traz as informações exatas.

Linha, prova real
DCFoto:

 "Nós temos agora o Prodetur Mais Turismo e aí tem 5 bilhões (de reais), aí dentro, para nós captarmos e investirmos"
Vinicius Lummertz, ministro do Turismo
, em entrevista à CBN Diário, no dia da posse, em 10 de abril deste ano.

Não é bem assim, prova real, fact-checking
Foto: Artes DC / Artes DC

O Prodetur + Turismo realmente existe. O BNDES confirmou a parceria entre o banco e o Ministério do Turismo no começo deste mês. Mas ao ser questionado pelo Prova Real, o BNDES não confirmou os R$ 5 bilhões. Informou que não é possível apontar um orçamento específico porque não está sendo criada uma linha de crédito nova. 

A assessoria do banco esclareceu que R$ 5 bilhões foram os valores que o BNDES disponibilizou ao setor em empréstimos nos últimos dez anos. Confira abaixo a nota do banco:

"O BNDES esclarece que sua participação no Prodetur + Turismo, que é um programa do Ministério do Turismo, não possui uma dotação orçamentária prévia, nem um valor limite. O BNDES é parceiro do Ministério do Turismo para algumas linhas do programa. Todos os projetos de entes públicos (estados e municípios) que estejam autorizados pelo Ministério da Fazenda a tomar empréstimos, poderão ter suas solicitações analisadas pelo BNDES e, se aprovados, contratarem financiamento no âmbito do Prodetur. Portanto, não há um valor de teto para este programa. O valor de R$ 5 bilhões não faz referência ao BNDES."

Contraponto

Sobre essa checagem, o ministro preferiu não comentar. 

O Prova Real é a iniciativa de fact-checking e debunking da NSC Comunicação. Você também pode sugerir temas pelo e-mail provareal@somosnsc.com.br ou pelo WhatsApp (48) 99188-2253.

Confira todas as publicações do Prova Real

Leia outras checagens:

Conferimos o que foi dito pelo Sintrasem sobre o projeto Creche e Saúde Já

Checamos informações da Prefeitura da Capital sobre o projeto de OS

SC tem 100 tornozeleiras eletrônicas sendo usadas e 2 mil disponíveis. É verdade?

Radar na Avenida Beira-Mar Norte: é verdade? 

 Veja também
 
 Comente essa história