Detento com tornozeleira eletrônica é preso por traficar maconha "premium" no RS Polícia Civil / Divulgação/Divulgação

Maconha tem alto valor comercial e é conhecida no mercado informal como maconha "Escobar"

Foto: Polícia Civil / Divulgação / Divulgação

A Polícia Civil, após um mês de investigações e de uma campana de 20 horas, prendeu na madrugada desta quinta-feira (17) um detento do regime semiaberto em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul.  O homem de 26 anos estava vendendo maconha considerada de alta qualidade por traficantes e usuários de todo país. 

Segundo o delegado Thiago Lacerda, do Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc), a prisão em flagrante ocorreu em uma residência usada como ponto de venda de drogas no bairro Roselândia. 

Durante a ação policial, foram apreendidas 310 porções da droga já embaladas e prontas para a venda, além de balança de precisão, munição de calibre de uso restrito e anotações do tráfico — de acordo com o delegado, os documentos traziam contatos de clientes e contabilidade sobre a venda de entorpecentes.

O preso em flagrante foi encaminhado para a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) e, conforme decisão judicial, deve retornar ao regime fechado. Ele vai responder pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse ilegal de munição de calibre restrito.

— Essa maconha tem alto valor comercial e é conhecida no mercado informal como maconha "Escobar" — diz Lacerda.

 Veja também
 
 Comente essa história