O percentual de famílias endividadas em Santa Catarina diminuiu em abril, a segunda queda consecutiva no ano e o menor índice desde setembro de 2015, ficando em 54,9%. Ao mesmo tempo, o indicador que mede a confiança dos comerciantes com a economia catarinense voltou a subir no mesmo mês (0,5%), ficando  109,1  pontos numa escala de 0 a 200. Esses dados são levantados pela Fecomércio-SC, e ilustram a recuperação econômica do Estado.

—  O processo de recuperação econômica em Santa Catarina está em curso desde o último quadrimestre do ano passado. Embora os resultados estejam ainda inferiores ao período pré-crise, os catarinenses estão mais confiantes e o Estado está na rota da retomada, com números consistentes de volume de vendas e desaceleração do desemprego — disse o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt. 

Além desses dois indicadores, a entidade também levanta mensalmente a Intenção de Consumo das Famílias Catarinense, que  usa fatores, como situação atual e perspectiva de emprego, renda, acesso ao crédito e nível de consumo, para medir a capacidade de consumo das famílias catarinenses. Na contramão dos outros dois indicadores, este fechou abril em nível insatisfatório: 91,7 pontos numa escala de 0 a 200

Acesse os dados dos três índices.

Leia todas as notícias de economia

 Veja também
 
 Comente essa história