Os detalhes da passagem de Michel Temer por SC nesta quarta-feira Julio Cavalheiro/Governo do Estado

A última vez de Temer em SC foi em dezembro de 2016, após a tragédia da Chapecoense

Foto: Julio Cavalheiro / Governo do Estado

Depois de quase um ano e meio, quando acompanhou o velório das vítimas da tragédia da Chapecoense, em Chapecó, Michel Temer (MDB) passará mais uma vez por Santa Catarina nesta quarta-feira. Desta vez o presidente vem de Brasília para Florianópolis em uma breve visita para prestigiar a abertura do 90º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), e quem sabe discursar ao fim da solenidade. A agenda oficial da Presidência só é divulgada no dia, mas a expectativa é de que Temer desembarque em SC por volta das 18h45min e siga direto para o Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, em Canasvieiras, no norte da Ilha.  

A cerimônia está marcada para as 19h30min no piso superior do local e, em seguida, os convidados serão recepcionados em um coquetel, cuja presença do presidente ainda é incerta. Temer deve receber escolta via terrestre com motos e viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apenas na saída do evento. Conforme a comunicação da PRF, os agentes devem receber as informações sobre a tarefa do Exército, órgão responsável pela segurança presidencial nesses casos. A previsão é de que Temer retorne para Brasília por volta das 21h30min. 

A passagem de Michel Temer por Santa Catarina era esperada, mas a confirmação do convite, que já havia sido feito oficialmente há alguns meses, veio apenas no fim da semana passada, conforme Marco Aurélio Alberton, presidente da Associação dos Sindicatos da Construção Civil de SC (ASICc), este ano responsável pela realização do Enic.

Ao longo desta segunda-feira, inclusive, a equipe de cerimonial de Temer esteve no Centro de Eventos em reunião com a organização do encontro, repassado detalhes e reforçando o esquema de segurança do local, informou Alberton. 

— Normalmente os presidentes participam sempre da abertura desse evento, que é muito importante e representativo para o setor, que compõe grande parte do PIB nacional. Entregamos em mãos, eu e o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção, o convite durante uma audiência no Palácio do Planalto e, no fim da semana, recebemos o OK. Até onde sabemos, ele chega em SC e vai direto. Já existe toda uma estrutura montada para recebê-lo — detalha Alberton. 

Ainda de acordo com Alberton, além do presidente, a expectativa é de que alguns ministros, como os do Trabalho, Turismo, Planejamento, Indústria e Comércio, e Transportes, também estejam na abertura do encontro. Até o momento, correligionários de Temer em Santa Catarina ainda não têm pauta definida para tratar com o presidente. 

— Devo estar junto, mas não sei exatamente qual é a agenda. Não tenho mapeado por enquanto, vou acompanhá-lo. A gente está direto lá (em Brasília). Vamos prestigiá-lo mesmo — disse o deputado federal Rogério Peninha Mendonça (MDB). 

Governador volta para receber presidente 

O governador do Estado, Eduardo Pinho Moreira (MDB), que estará cumprindo agenda na Argentina, onde participa de eventos de integração e proteção da fronteira, deve voltar em tempo para recepcionar Temer. Conforme a assessoria de imprensa do governo, Pinho deve voltar para SC no voo que parte por volta das 11h30min da Argentina. 

As últimas vezes que Estado foi palco para o Encontro Nacional da Indústria da Construção foram em 2000, quando o evento foi promovido em Joinville, e em 1996, em Blumenau. As duas últimas edições do Enic aconteceram em Brasília e em Foz do Iguaçu. No ano que vem, o Estado do Rio de Janeiro deve ser o anfitrião.

Na bancada estadual do MDB, o tema deve ser tratado durante um almoço com a bancada nesta terça-feira, adiantou o deputado Valdir Cobalchini (MDB). No entanto, não está no radar dos parlamentares tratar de política com Temer durante sua passagem por Santa Catarina. Cobalchini, que ficou sabendo da vinda do presidente nos últimos dias, ponderou que até o momento quem tem levado as demandas do Estado para o Palácio do Planalto é o governador Pinho Moreira.

— Claro que toda a oportunidade que a gente tem em se reportar ao presidente da República, que são muito raras, temos sim que aproveitar e apresentar pautas de Santa Catarina, que não viram a página. Mas até esse momento ainda não sei. Vejo que ele vem para um evento, ele é um convidado, não sei se terá um espaço para nos receber — explicou.

Leia também:

Cenário econômico facilita compra da casa própria em Santa Catarina

 

 Veja também
 
 Comente essa história