O presidente americano, Donald Trump, assegurou nesta quinta-feira (17) que não trabalha com a possibilidade de um denominado "modelo líbio" para forçar a Coreia do Norte a renunciar ao seu programa de armas nucleares.

"O modelo líbio não é o que temos em mente", disse Trump no Salão Oval, em alusão a uma declaração de John Bolton, seu assessor de Segurança Nacional, que havia provocado enorme irritação nos dirigentes norte-coreanos.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história