Os planos da primeira-ministra britânica para as futuras relações econômicas com a União Europeia são um "duro golpe" ao setor financeiro e custarão empregos e rendas fiscais, denunciou nesta quinta-feira um porta-voz da Corporação da City de Londres.

"O livro branco do Brexit apresentado hoje é um duro golpe para o setor financeiro britânico e os serviços profissionais relacionados", afirmou em um comunicado Catherine McGuinness, da City.

Mais cedo, o ministro britânico para o Brexit, Dominic Raab, apresentou o esperado "livro branco" sobre as futuras relações com a União Europeia, tema que provocou demissões no governo de Theresa May.

Em um prólogo ao documento, que prevê propor a Bruxelas a criação de uma área de livre comércio para bens, May diz que a obtenção do acordo "requer pragmatismo e compromisso de ambas as partes".

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história