Os 29 mandatários dos países integrantes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) convidaram nesta quarta-feira a Macedônia a iniciar negociações de adesão, o que converterá este Estado dos Bálcãs no 30º membro da Aliança Atlântica.

"Concordamos em convidar o governo em Skopie a iniciar as negociações de adesão", informou o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, ao final da reunião de trabalho dos mandatários no primeiro dia da cúpula em Bruxelas.

O ex-premier norueguês destacou que a adesão ocorrerá "quando todos os procedimentos nacionais estiverem concluídos para finalizar o acordo sobre o nome" do país.

O governo macedônio resolveu, em meados de junho, uma disputa de 27 anos com Atenas, ao concordar que o nome do país será "República da Macedônia do Norte".

Este nome, ratificado pelo Parlamento macedônio, precisa ser confirmado em referendo no país, mas a oposição conservadora defende o "Não".

Em troca deste acordo, Skopie esperava obter uma rápida abertura das negociações de adesão à União Europeia (UE), assim como o convite para integrar a Otan.

"Hoje é um grande dia, um dia histórico", celebrou o primeiro-ministro macedônio, Zoran Zaev. "Nossos sócios e amigos nos reconhecem. Nosso compromisso inquebrantável é reconhecido e todos os critérios [de adesão] são respeitados. As portas para a Otan agora estão abertas".

A última adesão à Otan ocorreu em 2017, quando outro país da antiga Iugoslávia - Montenegro - se incorporou à organização transatlântica nascida em 1949 para enfrentar a influência da União Soviética.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história