É fake mensagem que recomenda beber suco de limão quente para curar o câncer Reprodução / Reprodução/Artes DC/Reprodução/Artes DC

Foto: Reprodução / Reprodução/Artes DC / Reprodução/Artes DC

Beber suco de limão quente e parar de consumir açúcar. Essas e outras dicas fazem parte de uma mensagem fake compartilhada pelo WhatsApp e que foi encaminhada por um leitor ao Prova Real. Nós checamos e descobrimos que se trata de uma mentira. Portanto, não fecha.

Você também pode sugerir temas para checarmos caso receba mensagem duvidosa. Nosso WhatsApp é o (48) 99188-2253.

Não fecha, prova real, fact-checking
Foto: Artes DC / Artes DC

Confira o que diz parte da mensagem falsa: 

"Ninguém deve morrer de câncer, exceto por descuido; (1). O primeiro passo é parar toda a ingestão de açúcar, sem açúcar no seu corpo, células cancerígenas morreriam de morte natural. (2). O segundo passo é misturar uma fruta inteira de limão com uma xícara de água quente e beber por cerca de 1-3 meses antes DE SE ALIMENTAR e as células cancerígenas desaparecem, segundo pesquisa da Faculdade de Medicina de Maryland, é 1000 vezes melhor do que a quimioterapia. (...)"

Nutricionista e pesquisadora bolsista de desenvolvimento institucional do Instituto Nacional do Câncer (INCA) no Rio de Janeiro, Isabela Sattamini afirma que não há base científica que comprove que a dieta à base dos alimentos citados no texto atuem contra o câncer ou sejam capazes de cura. Portanto, a mensagem é falsa. 

Ela salienta que apesar da redução do consumo de açúcar ser benéfica à saúde e à prevenção do câncer, "uma vez que a doença está instalada, não há alimentos ou medidas milagrosas capazes de eliminá-la". 

— O paciente de câncer deve buscar orientação médica e seguir o tratamento proposto pelo especialista, sem buscar soluções milagrosas divulgadas de forma imprudente nas mídias sociais — afirma a nutricionista. 

Açúcar

Sobre o açúcar, a pesquisadora esclarece que o consumo em excesso está relacionado a processos metabólicos que "podem aumentar o risco de desenvolvimento de câncer". Ela lembra que atualmente a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o consumo diário de açúcar não pode ultrapassar 10% das calorias ingeridas em uma dieta saudável. 

— Maiores benefícios à saúde podem ser alcançados se o consumo diário de açúcar for reduzido para 5% das calorias ingeridas (ou cerca de 25g de açúcar por dia). Portanto, é recomendável a redução do consumo de açúcar para a prevenção do câncer — diz.

Suco de limão quente

A nutricionista ainda ressalta que não há evidência científica que fale da mistura de limão com água quente. Também é falsa a informação de que beber óleo de coco orgânico possa fazer o câncer desaparecer.

Isabela esclarece que evidências científicas das referências internacionais de pesquisa em câncer (Fundo Mundial para Pesquisa de Câncer e Agência Internacional de Pesquisa em Câncer) apontam para a qualidade da alimentação como um todo para reduzir o risco do desenvolvimento da doença. 

— Não há um único alimento que sozinho seja capaz de prevenir ou tratar o câncer, muito menos eliminá-lo de forma tão eficaz quanto a mensagem sugere. A alimentação saudável consiste no consumo de ampla variedade de alimentos de origem vegetal, como frutas, legumes, verduras, feijões, nozes, grãos integrais, na redução do consumo de alimentos ultraprocessados (como refrigerantes, salgadinhos, biscoitos e demais produtos industrializados), redução do consumo de carnes processadas (ex: presunto, salsicha, mortadela) e carnes vermelhas. A prática de atividade física e a manutenção do peso corporal dentro dos limites recomendados (evitando excesso de peso) também são importantes — conclui a pesquisadora do INCA.

O Prova Real é a iniciativa de fact-checking e debunking da NSC Comunicação. Você também pode sugerir temas pelo e-mail provareal@somosnsc.com.br ou pelo WhatsApp (48) 99188-2253.  

Confira todas as publicações do Prova Real

Leia outras checagens:

É falsa mensagem que avisa sobre surto de gripe em abril

Checamos informações da Prefeitura de Florianópolis sobre o projeto que cria as organizações sociais

Confira se é verdade que criança em creche gerenciada por OS custaria R$ 7,2 mil por ano à Capital

 Veja também
 
 Comente essa história