Prova Real: checamos afirmações do candidato ao governo de SC pelo Patriota, Jessé Pereira Betina Humeres/Diário Catarinense

Foto: Betina Humeres / Diário Catarinense

Candidato ao governo de Santa Catarina pelo Patriota, Jessé Pereira foi entrevistado pela CBN neste sábado (25), na quinta rodada de entrevistas com os concorrentes a governador nas eleições 2018, durante o programa Notícia na Manhã, com Mario Motta. O Prova Real verificou as declarações a seguir:

"Elas (as secretarias regionais) têm rendido (custado) aos cofres públicos a média de R$ 400 milhões por ano e isto aí nós temos que enxugar."


Questionada sobre o período a que o candidato fala na entrevista, a assessoria de Jessé Pereira disse que ele se referiu à média de gastos com pessoal e outras despesas correntes entre os anos de 2015 e 2017.

O Prova Real consultou o Portal da Transparência e, por se tratar de uma média entre três anos, incluiu na conta as agências (ou secretarias, nome que as agências tiveram até 2016), que já foram fechadas.

O gasto com pessoal e outras despesas em cada ano, respectivamente, foi de R$ 390.530.754,87, R$ 437.760.059,50 e R$ 480.024.593,95. A média dos três anos é de R$ 436.105.136,10 - embora próximo, o valor é 9% maior que a média informada pelo candidato.

CONTRAPONTO

O candidato não quis comentar a checagem.

"Nós estamos com uma dívida no estado hoje, pelo que estive olhando, de quase 20 bilhões."

Segundo o último Relatório de Gestão Fiscal do governo de SC (referente aos primeiros quatro meses de 2018), a Dívida Consolidada Líquida (que é a dívida menos o dinheiro em caixa e os restos a pagar que já foram processados) do Estado é de R$ 19.275.926.925,38. Portanto, são quase 20 bilhões, como afirmou o candidato na entrevista à CBN Diário. 

Prova Real
Foto: Reprodução

 “Me passaram dados, e eu até não tenho totalmente a certeza, que cada deputado estadual tem 22 assessores.”

O Prova Real consultou a resolução 002, de 11 de janeiro de 2006, que fixa os cargos da Assembleia Legislativa (Alesc). O "Anexo IX-F" garante, a cada deputado, o número mínimo de 22 secretários parlamentares (nome técnico dos assessores).

Porém, consultamos também as listas de assessores lotados nos gabinetes dos deputados por meio do Portal da Transparência. Nem todos os deputados estão com as 22 vagas preenchidas. 

Prova Real
Foto: Reprodução

Alguns parlamentares também podem ter mais de 22 assessores. São aqueles que exercem cargos de presidência, das duas vice-presidências e quatro secretarias, das lideranças partidárias, das comissões e das bancadas.

CONTRAPONTO

Por meio da assessoria, Jessé Pereira afirmou que fez apenas uma referência à regra, sem querer dizer que aquele seria o número exato de assessores de cada gabinete. O que quis mencionar, segundo a assessoria, era a quantidade de cargos que poderiam ser extintos e gerar economia aos cofres públicos. 


Entrevistas na CBN Diário

Serão feitas até o dia 30, sempre a partir das 10h, durante o programa Notícia na Manhã, com Mario Motta. Confira a ordem dos entrevistados:

21/8, terça-feira – Carlos Moises da Silva (PSL) - VEJA AQUI A CHECAGEM DO PROVA REAL 

22/8, quarta-feira - Décio Lima (PT) - VEJA AQUI A CHECAGEM DO PROVA REAL 

23/8, quinta-feira – Gelson Merisio (PSD) - VEJA AQUI A CHECAGEM DO PROVA REAL

24/8, sexta-feira – Ingrid Assis (PSTU) - VEJA AQUI A CHECAGEM DO PROVA REAL

25/8, sábado – Jessé Pereira (Patriota)
27/8, segunda-feira – Leonel Camasão (PSOL)
28/8, terça-feira – Mauro Mariani (MDB)
29/8, quarta-feira – Rogério Portanova (Rede)
30/8, quinta-feira – Ângelo Castro (PCO)

O Prova Real é a iniciativa de fact-checking e debunking da NSC Comunicação. Você também pode sugerir temas pelo e-mail provareal@somosnsc.com.br ou pelo WhatsApp (48) 99188-2253. Confira mais checagens na nossa página. 

 Veja também
 
 Comente essa história