Prova Real: checamos afirmações do candidato ao governo de SC pelo PCO, Ângelo Castro Diorgenes Pandini/Diario Catarinense

Foto: Diorgenes Pandini / Diario Catarinense

Candidato ao governo de Santa Catarina pelo PCO, Ângelo Castro foi entrevistado pela CBN nesta quinta-feira, na última rodada de entrevistas com os concorrentes a governador nas eleições 2018, durante o programa Notícia na Manhã, com Mario Motta. O Prova Real verificou as declarações a seguir:
 

"Um dos melhores governos foi o da Dilma (Rousseff). 4% de desempregados na época dela"

Foto:

 A taxa de desocupação nos mandatos da ex-presidente Dilma Rousseff (jan 2011- mai 2016) oscilou entre 6,2% e 11,2% (PNAD Contínua) e 4,3% e 8,2% (Pesquisa Mensal do Emprego), ambas pesquisas do IBGE. 

O trimestre que se encerrou em maio de 2016, o último sob a administração de Dilma, tinha uma taxa de desocupação de 11,2%, conforme a PNAD Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio). A menor taxa de desocupação da série histórica desta pesquisa, iniciada em 2012, foi de 6,2% no último trimestre de 2013, ainda no governo Dilma Rousseff.  

Pesquisa PNAD Contínua - IBGE (taxa de desocupação)Foto:

 Já a Pesquisa Mensal do Emprego, que tem metodologia diferente da PNAD Contínua e abrange o período de março de 2002 a fevereiro de 2016, apontou as menores taxas de desocupação em dezembro de 2013 e dezembro de 2014 (4,3% nos dois períodos, ambos na presidência de Dilma Rousseff). A mesma pesquisa, no entanto, também aponta pico de 8,2% na gestão da ex-presidente, em fevereiro de 2016, quando a pesquisa foi encerrada.  

Pesquisa Mensal do Emprego - IBGE (taxa de desocupação)Foto:


Contraponto

A assessoria do candidato disse que, embora não tivesse os números exatos, Castro reforça que "os governos de Lula e Dilma foram os melhores na geração de emprego, chegando a níveis considerados como de 'pleno emprego' em alguns desses anos, e seguramente melhores do que qualquer período do governo Temer". 

O candidato reforça ainda que "o desemprego no segundo governo Dilma começou devido às obstruções de pauta do Congresso, deixando o País em situação ingovernável, bem como a operação Lava-Jato, que forçou empresas a fecharem seus parques industriais".

Foto:

 "(PCO) deve ter uns 50 (filiados em Santa Catarina), eu acho, mais ou menos"


Foto:

O PCO tem 27 filiados em Santa Catarina, conforme listagem disponível para consulta nas estatísticas de eleitores filiados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com referência no mês de julho (23 a menos do que estimado pelo candidato). São 3,7 mil filiados ao partido em todo o Brasil. 

Eleitores filiados - TSE (julho/2018)Foto:

Contraponto

Segundo a assessoria, o PCO em Santa Catarina "teve um crescimento rápido de filiados em 2018". O candidato argumento que muitos membros se filiaram após abril deste ano, "portanto o TSE só considerará a filiação para o ano 2019".

Foto:


 "A forma, hoje, como é feita as eleições dificulta o acesso ao povo, ao trabalhador... Diminui a quantidade de partidos para a eleição, diminui a quantidade de candidatos"

Foto:

 As eleições gerais de 2018 e as eleições municipais de 2016 tiveram mais registros de candidaturas e partidos envolvidos do que nas disputas anteriores. A ferramenta de divulgação de candidaturas e contas eleitorais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontam que as eleições gerais 2018 têm mais candidatos a presidente, senador, deputado federal e deputado estadual do que em 2014, 2010 e 2006 e mais candidatos a governador do que em 2014 e 2010. As eleições municipais 2016 também tiveram mais candidatos a prefeito e vereador do que em 2012, 2008 e 2004 (períodos disponíveis para consulta, veja no quadro). 

Divulgação de candidaturas - TSEFoto:

 Reportagem da Agência Brasil aponta que as Eleições 2018 têm o maior número de candidatos à Presidência em 29 anos. Informativo da Agência Senado também indica que o número de candidatos ao Senado em 2018 é o maior já registrado em eleições (com dados consolidados disponíveis desde 1994). A Câmara dos Deputados também tem o maior número de candidatos da história em 2018, conforme informa a agência oficial da Câmara. 

As estatísticas eleitorais do TSE ainda confirmam 35 partidos oficializados pela Justiça Eleitoral nas eleições em 2018 e 2016 contra 32 registrados em 2014 (veja no quadro). No último mês de janeiro, o TSE noticiou que além das atuais 35 legendas há outros 73 partidos em processo de formação.

Estatísticas eleitorais - TSE (partidos)Foto:

Contraponto

A assessoria do candidato afirma que ele "quis dizer que os afunilamentos e burocracias são cada vez maiores, apertando prazos e colocando todo tipo de dificuldade para pequenas candidaturas chegarem até o final da campanha eleitoral".

Entrevistas na CBN Diário

Serão feitas até o dia 30, sempre a partir das 10h, durante o programa Notícia na Manhã, com Mario Motta. Confira a ordem dos entrevistados:

21/8, terça-feira – Carlos Moises da Silva (PSL) - VEJA AQUI A CHECAGEM DO PROVA REAL 

22/8, quarta-feira - Décio Lima (PT) - VEJA AQUI A CHECAGEM DO PROVA REAL 

23/8, quinta-feira – Gelson Merisio (PSD) - VEJA AQUI A CHECAGEM DO PROVA REAL

24/8, sexta-feira – Ingrid Assis (PSTU) - VEJA AQUI A CHECAGEM DO PROVA REAL

25/8, sábado – Jessé Pereira (Patriota) - VEJA AQUI A CHECAGEM DO PROVA REAL

27/8, segunda-feira – Leonel Camasão (PSOL) - VEJA AQUI A CHECAGEM DO PROVA REAL

28/8, terça-feira – Mauro Mariani (MDB) - VEJA AQUI A CHECAGEM DO PROVA REAL

29/8, quarta-feira – Rogério Portanova (Rede) - VEJA AQUI A CHECAGEM DO PROVA REAL

30/8, quinta-feira – Ângelo Castro (PCO)

O Prova Real é a iniciativa de fact-checking e debunking da NSC Comunicação. Você também pode sugerir temas pelo e-mail provareal@somosnsc.com.br ou pelo WhatsApp (48) 99188-2253. Confira mais checagens na nossa página. 


 Veja também
 
 Comente essa história