Setor de serviços de Santa Catarina tem alta de 4,5% em junho Diogo Sallaberry/Agencia RBS

Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O volume de serviços em Santa Catarina cresceu 4,5% em junho, índice que recuperou a perda de 5% registrada em maio com a paralisação dos caminhoneiros. Com o desempenho, o setor se manteve estável no acumulado do primeiro semestre deste ano frente ao mesmo período de 2017. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada nesta terça-feira (14) pelo IBGE.

Além de SC, Rondônia, que também ficou no 0%, e São Paulo, que cresceu 0,7%, foram os únicos Estados que não tiveram retração. Na outra ponta, Ceará e Rio Grande do Norte registraram a maior queda, ambos com -9,2%, seguidos por Tocantins (-7,9%). Na série com ajuste sazonal, em relação a junho do ano passado, o setor catarinense cresceu 1,3%.

No Brasil, o indicador subiu 6,6% frente ao mês anterior. Mesmo assim, no primeiro semestre, houve recuou de -0,9% no país.

Com crescimento de 4,9%, o item serviços prestados às famílias puxou o volume catarinense para cima nos seis primeiros meses do ano, acompanhado pelo transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio, também com 4,9%. O segmento de serviços profissionais, administrativos e complementares, porém, registrou queda de 9,6% no período.

A receita do Estado com os serviços teve alta de 2,5% no acumulado do ano. Frente a junho de 2017, o indicador subiu 5%.

Confira as coluna de Estela Benetti no NSC Total

Atividades turístiscas registram crescimento

Apesar das quedas de 3,2 e 2,7%, em maio e junho, as atividades turísticas de SC cresceram 4,9% no primeiro semestre. O desempenho é o segundo melhor entre os 12 Estados pesquisados pelo IBGE, atrás de Espírito Santo (13,3%).

Veja também:

Governo pagará segunda parte da primeira parcela do 13º em setembro

FGTS vai dividir R$ 6,23 bi entre trabalhadores; saiba quem terá direito

 Veja também
 
 Comente essa história