Candidatos ao governo de SC divulgam mensagens contra agressão a Bolsonaro RAYSA LEITE/AFP

Foto: RAYSA LEITE / AFP

Os postulantes ao cargo de governador de Santa Catarina publicaram mensagens contrárias à agressão sofrida pelo candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). Os presidenciável foi esfaqueado durante um ato de campanha em Juiz de Fora,  no interior de Minas Gerais, nesta quinta-feira (6).

Os candidatos do Partido Social Liberal em Santa Catarina divulgaram nota e um vídeo lamentando o ataque.  Comandante Moisés, candidato ao governo, e Lucas Esmeraldino, postulante ao Senado, definiram o atentado como um atentado contra a democracia e pediram orações por Bolsonaro.

Décio Lima (PT), no Twitter, repudiou o ato de violência. Alertou que o país precisa restabelecer a Democracia e o respeito.

O candidato Gelson Merisio (PSD) lamentou a agressão e desejou que Jair Bolsonaro se restabeleça brevemente.

Leonel Camasão gravou um vídeo repudiando o ocorrido e cobrando que os fatos sejam apurados.

A assessoria de Mauro Mariani (MDB) divulgou a seguinte nota com declaração do candidato:

Nada justifica a violência, muito menos como instrumento político. Por isso, repudio o atentado contra o candidato Jair Bolsonaro. Me solidarizo com ele e sua família e desejo pronta recuperação. O embate na democracia é o de ideias e palavras. Só esse. É hora de trazer paz ao país.

Leia também: 

Bolsonaro passa por cirurgia após levar facada em Minas

Candidatos à Presidência repudiam agressão a Jair Bolsonaro

 Veja também
 
 Comente essa história