Imagens de aeronaves da Havan com banners de Bolsonaro são simulações Facebook/Reprodução

Foto: Facebook / Reprodução

A checagem abaixo foi produzida pelo Projeto Comprova, iniciativa que reúne a NSC Comunicação e outros 23 veículos de mídia do país no combate à desinformação nas Eleições 2018. A checagem foi feita pela NSC e veículos parceiros: O Povo, Jornal do Commercio, Poder360, Gazeta Online, Correio do Povo e Gazeta do Povo.

Alterado digitalmente - Banners em aeronaves de rede de lojas foram inseridos digitalmente para simulação e a montagem em caminhão de transportadora foi feita por usuários.

São manipuladas as imagens compartilhadas em redes sociais que mostram aeronaves da rede de lojas de departamentos Havan e um caminhão de uma transportadora catarinense com banners do candidato Jair Bolsonaro (PSL). As aeronaves realmente pertencem à Havan, mas a customização da plotagem em verde e amarelo com a foto de Bolsonaro foi manipulada digitalmente.

A assessoria de imprensa da Havan confirmou ao Diário Catarinense, membro do Projeto Comprova, que se trata de uma simulação feita para ilustrar como ficariam as plotagens. Conforme a assessoria, o empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas, protocolou um pedido junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com a intenção de obter autorização para plotar o avião e o helicóptero conforme aparecem na imagem. Hang já declarou apoio a Bolsonaro.

O TSE informou nesta segunda-feira, 24 de setembro, que a petição de Luciano Hang foi distribuída ao ministro Jorge Mussi e ainda não há decisão sobre o caso. Ainda segundo o TSE, "não consta da letra da lei a propaganda feita em aeronaves, razão pela qual essa é uma questão que poderá ainda ser submetida à jurisdição da Justiça Eleitoral".

O Grupo Pegoraro, transportadora com matriz em Joaçaba-SC, também confirmou que o caminhão na imagem pertence à empresa, mas que nesse caso a montagem partiu de usuários nas redes sociais. A empresa ainda apontou que a legislação eleitoral não permitiria propaganda nas dimensões que sugere a imagem.

Uma publicação da página Bolsonaro Herói Nacional com a montagem das aeronaves e os dizeres "Olha só o que o Luciano Hang da Havan aprontou dessa vez" foi compartilhada mais de 10 mil vezes entre os dias 20 e 24 de setembro no Facebook. O Diário Catarinense também localizou compartilhamentos do mesmo conteúdo no Twitter e em grupos de WhatsApp.

Outra publicação no Facebook, de um membro do Grupo Olavo de Carvalho, teve 5,9 mil compartilhamentos da imagem do caminhão no mesmo período. O texto diz que o Grupo Pegoraro de Joaçaba personalizou 17 de suas carretas. A provável publicação inicial data de 19 de setembro, com pouco mais de cem compartilhamentos.
A legislação eleitoral aponta que é proibido colar propaganda eleitoral em veículos, exceto adesivos microperfurados até a extensão total do para-brisa traseiro e, em outras posições, adesivos que não excedam o tamanho de 0,5m² (meio metro quadrado).

A veracidade da plotagem das aeronaves também foi verificada pelo jornal O Município, de Brusque-SC.  

Leia mais publicações do Prova Real

O Prova Real é a iniciativa de fact-checking e debunking da NSC Comunicação. Você também pode sugerir temas pelo e-mail provareal@somosnsc.com.br ou pelo WhatsApp (48) 99188-2253.  

Leia mais

"Petistas nus" não invadiram manifestação pró-Bolsonaro nos Estados Unidos

Texto de apoio ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro não é de Arnaldo Jabor

Agricultor escreve o nome de Bolsonaro em plantações

União Europeia não pediu retaliação ao Brasil por prisão de Lula

Sonia Guajajara, vice de Boulos, usa nome indígena com amparo da legislação

 Veja também
 
 Comente essa história