TRE-SC conclui sábado a inclusão de nomes e números dos candidatos nas urnas Diorgenes Pandini/Diario Catarinense

Foto: Diorgenes Pandini / Diario Catarinense

O Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) conclui no sábado as duas primeiras rodadas de audiências públicas das Eleições 2018, que envolvem a preparação das urnas eletrônicas, gerenciamento e auditoria de seção eleitoral. Nestas etapas que terminam no fim de semana, ocorrem as audiências de geração de mídias — que são os são cartões de memória e pendrives que são usados para a carga das urnas —, a inserção das mídias nas urnas e o lacre dos equipamentos.

As informações que serão inseridas nas urnas, como eleitores da seção e candidatos, estão distribuídas em bancos de dados diferentes da Justiça Eleitoral. Na audiência de geração de mídias esses dados são resgatados dos bancos e agrupados em mídias para cada seção eleitoral específica. Essas mídias serão, então, usadas para configurar cada uma das urnas eletrônicas.

Ao todo, são feitas nove audiências públicas: geração de mídias, preparação de urnas (quando serão inseridas as mídias gravadas e as urnas serão lacradas), conferência visual, verificação final, votação paralela (caso a seção seja sorteada para ser auditada no dia da eleição), oficialização de gerenciamento, auditoria da seção eleitoral (também no caso de a seção ser sorteada para ser auditada no dia da eleição), carga da urna e verificação de lacres.

Todas as audiências são acompanhadas por fiscais dos partidos políticos, que assinam a ata. É publicado um edital para convocar os partidos e as coligações que concorrem nessa eleição, também podendo participar o Ministério Público e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A comunidade em geral também pode comparecer e acompanhar no local todo esse trabalho.

As datas das audiências em cada Zona Eleitoral podem ser consultadas no site do TRE-SC.

Projeto-piloto

A 31ª Zona Eleitoral, de Tijucas, foi a primeira a realizar a audiência de geração de mídias, no dia 20 e, no dia 21 fez a audiência de preparação de urnas. Tradicionalmente, a cada eleição, a 31ª Zona Eleitoral, que engloba os municípios de Tijucas e Canelinha, é escolhida para receber o projeto-piloto de geração de mídias e preparação de urnas. Uma equipe técnica da sede do tribunal, juntamente com os servidores da Zona Eleitoral, acompanharam essas atividades.

Estado terá mais de 16 mil urnas nas Eleições 2018

O TRE-SC finalizou em agosto a entrega das 16.810 urnas eletrônicas que serão usadas nas Eleições 2018. A distribuição inclui as chamadas urnas de contingência. Como não há manutenção dos equipamentos, alguns ficam armazenados nas zonas eleitorais e devem ser utilizados apenas em casos de falha mecânica em algum equipamento. Sem considerar essa reserva, o pleito de outubro deve utilizar 16.288 urnas.

A eleição deste ano deve ter aumento de 2,5% em relação ao sufrágio de 2016 (15.890 urnas) e 9,4% sobre o último pleito para presidente, em 2014 (14.888 urnas). De acordo com o TRE-SC, o crescimento desse número acompanha o aumento do eleitorado catarinense, que será de 5,07 milhões na eleição de outubro.

Veja também: 

Candidatos têm até 6 de novembro para prestar contas à Justiça Eleitoral

Eleições 2018: saiba quais são as propostas dos candidatos ao governo de SC para as mulheres

 Veja também
 
 Comente essa história