Ao menos 20 combatentes das Forças Democráticas Sírias (FDS), uma aliança curdo-árabe apoiada pelos Estados Unidos, morreram nesta sexta-feira e uma emboscada do grupo Estado Islâmico (EI) no leste da Síria, no último reduto em posse dos extremistas, assegurou uma ONG.

O choque aconteceu em Hajine, uma pequena bolsa na província de Deir Ezzor, onde as FDS empreenderam aquela que deveria ser a última ofensiva contra o EI em território sírio.

"Os combatentes avançavam durante uma tempestade de areia e se viram cercados. Os elementos do EI utilizaram explosivos e abriram fogo", indicou o Observatório sírio de direitos humanos (OSDH).

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história