A Anglo American espera retomar até o fim do ano sua operação de minério de ferro, interrompida em março, após dois vazamentos no mineroduto que transporta o insumo até o Porto do Açu. De acordo com o presidente da companhia, Ruben Fernandes, estão sendo trocados quatro quilômetros do duto que começa em Conceição do Mato Dentro (MG), já que as inspeções indicaram que os problemas foram causados por falhas na fabricação do tubo.

"Foi uma trinca na solda longitudinal do tubo, ou seja, na fabricação. Já acionamos o seguro, mas o foco agora é retomar a operação. Concluir a troca desses quatro quilômetros e pedir as licenças para retomar a operação", disse.

Em debate no FT Commodities Americas Summit, o executivo explicou que a decisão de interromper a operação foi tomada pela companhia, após registrar os vazamentos recorrentes. Após o anúncio da suspensão das atividades, porém, o Ibama e o Ministério Público (MP) passaram a acompanhar o caso. As conversas para a liberação envolvem os dois órgãos.

Fernandes acredita que o atual cenário de guerra comercial entre China e Estados Unidos não afeta a operação da empresa no Brasil, já que a demanda por minério de ferro de qualidade segue aquecida. "Nosso projeto é competitivo e sempre vai ter um espaço no mercado, independentemente dessa dinâmica", completou.

 Veja também
 
 Comente essa história