Número de voos no Aeroporto de Florianópolis pode aumentar até 4% neste verão Floripa Airport/Divulgação

Área de estacionamento de aeronaves ganhou três novas vagas neste ano

Foto: Floripa Airport / Divulgação

O Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, poderá ter um aumento de até 4% no número de voos durante a temporada de verão deste ano. A previsão é da concessionária Floripa Airport, que divulgou os dados nesta quinta-feira (11).

Segundo a empresa, os números são baseados nos pedidos de novos voos feitos pelas companhias aéreas em 2018. Conforme a Floripa Airport, esse aumento pode ser maior ou menor, no decorrer da temporada de verão, já que as operadoras têm a opção de solicitar ainda mais voos ou cancelar as reservas de espaço já feitas.

Neste ano, está previsto um aumento de 38% nos voos internacionais. A partir de janeiro, por exemplo, Florianópolis deve ter três voos diários para Santiago, no Chile.

Com relação aos voos domésticos, o movimento de passageiros deverá ser 10% maior, apesar de o número de viagens se manter estável. Segundo a Floripa Airport isso será possível porque as companhias aéreas devem usar aviões maiores durante a temporada.

Mais espaço

De acordo com a Floripa Airport, as obras de ampliação do aeroporto já têm impacto nesse aumento no número de voos. O espaço de estacionamento de aeronaves abriu três novas vagas. Agora, 10 aviões podem ficar parados no pátio ao mesmo tempo.

Além disso, houve a ampliação da capacidade da área de embarque e também do processamento de voos internacionais. De acordo com a Floripa Airport, houve ainda o aumento da área de raios-x.

Menos argentinos

Apesar de os números de voos internacionais serem positivos, há uma tendência de queda na chegada de turistas argentinos. Com base nos pedidos das companhias aéreas, os voos vindos do país vizinho podem cair até 8%, em relação à temporada passada.

A Floripa Airport ressalta, contudo, que nem todas as companhias argentinas que operam no Brasil fizeram os pedidos. Portanto, os números podem melhorar.

Em entrevista ao Diário Catarinense, no começo de outubro, o secretário de Turismo, Esporte e Lazer,  Valdir Walendowsky, disse que está otimista em relação à chegada de argentinos. Para ele, a diferença de inflação entre a Argentina e o Brasil torna os destinos brasileiros atraentes.

O comércio, no entanto, está preocupado com o turismo argentino. Representantes do setor acreditam que a crise no país vizinho pode atrapalhar as vendas durante o verão. Os argentinos representaram, na última temporada, 23,5% de todos os turistas que visitaram Santa Catarina.

Leia mais notícias sobre turismo

 Veja também
 
 Comente essa história