Confira como os senadores de Santa Catarina votaram no reajuste do Judiciário Jonas Pereira/Agência Senado/Divulgação

Foto: Jonas Pereira / Agência Senado/Divulgação

 Os dois senadores catarinenses que estavam em plenário, Paulo Bauer (PSDB) e Dalirio Beber (PSDB) votaram a favor do reajuste ao Supremo Tribunal Federal. O aumento de 16,38% na remuneração dos ministros passou pelo Senado na noite desta quarta-feira e agora segue para sanção do presidente Michel Temer (MDB). 

Tanto Dalirio quanto Bauer foram a favor da remuneração. O senador Dário Berger (MDB) não estava em plenário. A assessoria dele foi procurada pela reportagem para dar informações sobre a ausência, mas até as 8h45min desta quinta-feira não havia respondido. 

Veja como votou cada um dos senadores  

O impacto estimado do aumento é de R$ 2,77 milhões para o STF e R$ 717,1 milhões para o poder Judiciário. O subsídio dos magistrados passará de R$ 33,7 mil para R$ 39,3 mil e estará aberta a porta para desdobramentos. Poderá haver reflexos no Judiciário, Executivo, Legislativo e Ministério Público, além dos Tribunais de Contas e das Defensorias Públicas.  

Se considerado o "efeito cascata" nos demais poderes e também nas unidades da federação, as despesas totais com salários de servidores públicos de todo o país podem aumentar em até R$ 4 bilhões, segundo projeções de técnicos da Câmara dos Deputados e do Senado. 

 Veja também
 
 Comente essa história