Entidades criticam lentidão das obras do Contorno Viário Tiago Ghizoni/Diário Catarinense

Foto: Tiago Ghizoni / Diário Catarinense

Com a divulgação nesta terça-feira de que a Construtora Salini Impregilo, responsável pelas obras no Contorno Viário da Grande Florianópolis, decidiu demitir funcionários e reduzir o ritmo das atividades, entidades catarinenses manifestaram preocupação e criticaram a lentidão dos trabalhos.

A Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), por meio de nota, disse esperar que "a empreiteira e a concessionária cheguem a um entendimento o mais rápido possível, sem prejudicar o prazo de conclusão dos trabalhos, já que a concessionária tem compromisso com a ANTT que precisa ser cumprido".

A Fiesc pontuou ainda que, mais preocupante do que essa questão da redução do ritmo das obras, são as grandes obras de arte ainda não iniciadas, como os túneis necessários devido à implantação de um loteamento em Palhoça, que obrigou a realização de mudanças no traçado original. O início da execução desses trabalhos depende da autorização da ANTT.

O presidente da Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística no Estado de Santa Catarina (Fetrancesc), Ari Rabaiolli, também por meio de nota, destacou que todos os prazos já foram esgotados e que a população será penalizada pela morosidade para a execução do contorno.

"No fim das contas, não conseguimos esperançar o início da transferência do tráfego para o Contorno Viário da Grande Florianópolis. Enquanto isso, lidamos com problemas na infraestrutura da BR-101 nesta região, além do trânsito caótico e, por consequência, elevação no valor do frete, tendo em vista que só a hora de um caminhão parado tem um custo fixo de R$ 100, fora o custo variável", conclui Rabaiolli.

Leia também:

Esperidião Amin terá reunião com ANTT para discutir Contorno Viário da Grande Florianópolis

Governo federal garante prioridade na liberação de licenças ambientais para o Contorno Viário

Construtora responsável pelo Contorno Viário de Florianópolis reduz ritmo da obra

Trabalhadores de trecho do Contorno Viário da Grande Florianópolis entram em greve

Contorno Viário: obra tem novo prazo

 Veja também
 
 Comente essa história