O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez, afirmou neste sábado que a Espanha alcançou um acordo sobre Gibraltar e votará a "favor do Brexit" na reunião de cúpula europeia de domingo.

"Acabo de anunciar ao Rei (Felipe VI) que a Espanha alcançou um acordo sobre Gibraltar", afirmou Sánchez em um discurso exibido ao vivo na televisão.

"A Espanha vai retirar o veto e votará a favor do Brexit".

Após negociações de última hora, que ameaçavam provocar a suspensão da reunião de domingo, de acordo com Madri, Sánchez elogiou uma "declaração política conjunta que é um texto histórico, pois estabelece as bases por escrito de uma nova forma de abordar a relação com Gibraltar a nível europeu".

Paralelamente em Londres, o governo da primeira-ministra britânica Theresa May, que deseja concluir o difícil processo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE), anunciou conversações construtivas com a Espanha.

"A respeito das negociações de saída, levando em consideração algumas circunstâncias próprias a Gibraltar, tivemos discussões com a Espanha que implicam diretamente o governo de Gibraltar. Estas foram construtivas e estamos impacientes para adotar o mesmo marco para as relações futuras", declarou um porta-voz de Downing Street em um comunicado.

"Uma vez que a retirada do Reino Unido aconteça, a relação de Gibraltar com a União Europeia passará pela Espanha", explicou Sánchez em Madri.

"Aspiramos sem dúvida alguma com os gibraltarinos uma relação futura, frutífera, estreita, ambiciosa, que favoreça o desenvolvimento equilibrado de Gibraltar", completou.

Madri exigia de Londres, e de seus sócios europeus, um direito de veto sobre qualquer acordo futuro entre a UE, o Reino Unido e este território situado no extremo sul da Península Ibérica, reivindicado pela Espanha.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história