Holandês de 69 anos exige diminuição de sua idade legal Roland Heitink / ANP  / AFP/AFP

Foto: Roland Heitink / ANP / AFP / AFP

Um holandês de 69 anos, que não aguenta mais ser aposentado e se diz "vítima de discriminação" no mercado de trabalho e em questões amorosas, pediu à Justiça que diminuam a sua idade em 20 anos.

A incomum, mas muito "séria" solicitação de Emile Ratelband deixou confusos os juízes de um tribunal do sudeste da Holanda.

O homem quer a data de nascimento que consta em seu documento passe de 11 de março de 1949 para 11 de março de 1969.

"Me sinto jovem, em forma, esbelto, e quero que tudo isso seja reconhecido legalmente já que me sinto ofendido, prejudicado e discriminado pela minha idade", declarou nesta quinta-feira (8) à AFP Ratelband, 'coach' pessoal "especializado no desenvolvimento e na consciência de si mesmo".

Durante uma audiência na segunda-feira, este pai de família, agora solteiro, alegou ao tribunal de Arnhem que a sua solicitação "é completamente legítima", como aconteceu com as pessoas que quiseram mudar o gênero em seus documentos.

"Hoje podemos escolher o nosso trabalho, o nosso gênero, as nossas orientações política e sexual. Temos, inclusive, o direito de mudar de nome. Então, por que não tenho o direito de mudar de idade?", questiona.

Segundo seu médico, a idade biológica de Ratelband se situa entre 40 e 45 anos, alega o solicitante.

Depois de sofrer com as piadas iniciais dos juízes, Ratelband considera agora que seu advogado, o renomado criminalista Jan-Hein Kuijpers, conseguiu "desestabilizar" o juiz.

"Este caso é inédito. Não existe jurisprudência. As possibilidades de sucesso são ínfimas, mas acreditamos que a legislação deva se adequar à realidade", comentou o advogado com a AFP.

O tribunal de Arnhem deve tomar uma decisão nas próximas quatro semanas.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história