Pelo menos 47 rebeldes huthis e 11 combatentes pró-governo foram mortos na batalha pelo controle da cidade portuária de Hodeida, no oeste do Iêmen, nas últimas 24 horas, disseram fontes médicas à AFP nesta quinta-feira.

A maioria dos huthis morreu em bombardeios aéreos atribuídos à coalizão árabe sob comando saudita, disseram os médicos.

Os combates continuam nesta quinta-feira, disseram fontes militares iemenitas.

Grupos militares ligados ao governo iemenita, apoiados pela coalizão liderada pela Arábia Saudita e pelos Emirados Árabes Unidos, estão realizando uma ofensiva para cercar Hodeida, nas mãos dos rebeldes huthi, aliados do Irã e que controlam a capital, Sana.

Essa ofensiva compromete a distribuição da ajuda humanitária em um país ameaçado pela fome.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história