Operação da PF prende Joesley Batista e vice-governador de Minas Gerais Cleia Viana/Câmara dos Deputados/Divulgação

Foto: Cleia Viana / Câmara dos Deputados/Divulgação

A Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira (9) o vice-governador de Minas Gerais, Antonio Andrade (MDB), e o executivo da JBS, Joesley Batista, em desdobramento da Operação Lava-Jato. Inicialmente, foi informado que o executivo da JBS Ricardo Saud também havia sido preso. Ele está entre os alvos de mandados de prisão, mas está fora do país e não havia sido localizado até as 7h20min. As informações são do portal G1.

A Operação Capitu investiga um suposto esquema de corrupção no Ministério da Agricultura, durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Ao todo, são cumpridos 62 mandados de busca e apreensão em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba e Mato Grosso do Sul.

O esquema investigado consistia na arrecadação de propina dentro do ministério para beneficiar políticos do MDB, que recebiam dinheiro da JBS para aprovar no Congresso medidas que beneficiassem as empresas do grupo.

Leia mais notícias de Política


 Veja também
 
 Comente essa história