Quatro perguntas aos candidatos à presidência da OAB/SC Renato Gama/e Divulgação

Advogados Rafael Horn e Hélio Brasil lideram chapas concorrentes

Foto: Renato Gama / e Divulgação

As atenções do direito em Santa Catarina estão voltadas para as eleições da OAB/SC, que terá votação à presidência no próximo dia 28 de novembro. Duas chapas concorrem aos votos dos advogados catarinenses, lideradas por Rafael Horn e Hélio Rubens Brasil. A chapa 81, "Advocacia Unida", é presidida por Horn, tesoureiro da seccional, que tem o apoio da atual gestão. Hélio Brasil representa a oposição com a chapa 82, "A Ordem Agora é Mudar". 

Uma dos temas controversos da campanha diz respeito à anuidade da categoria: a chapa de Rafael Horn anuncia que irá manter a cobrança no patamar atual porque uma eventual redução não seria factível, enquanto o grupo de Hélio Brasil se compromete em reduzir a taxa em pelo menos 25%.

Nos bastidores da disputa, a temperatura subiu nos últimos dias. Em uma manifestação aberta nas redes sociais, a chapa de Horn acusou o grupo adversário de produzir vídeos "mega-produzidos e maquiados", conteúdo demagógico e agressões a quem tem posicionamentos contrários. Hélio Brasil, por outro lado, disse em vídeo divulgado nas redes que seu oponente "já veio com escritório pronto, montado" e que sua candidatura representa os grandes escritórios.

Confira as entrevistas:

"Temos um projeto coletivo vanguardista para a OAB/SC", diz Rafael Horn 

"Vamos defender e valorizar prioritariamente o advogado individual", diz Hélio Brasil

Disputa tem 30,3 mil eleitores

As eleições para a OAB/SC tem 30,3 mil advogados aptos a votar, o que representa praticamente a população de uma cidade como Joaçaba. A proporção de eleitores considera os profissionais que estão regulares e em dia com a Ordem. 

Além das duas chapas principais, foram registradas este ano 67 chapas concorrentes nas 49 subseções da OAB/SC no Estado. Assim, em muitas cidades haverá chapa única. 

Serão 50 locais de votação, posicionados em todas as 49 subseções (sedes municipais da OAB/SC) do Estado e em Florianópolis. 

Para o registro e contagem dos votos, o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina vai disponibilizar 111 urnas eletrônicas e equipes, que irão acompanhar o pleito da advocacia catarinense.

 Veja também
 
 Comente essa história