SC é o Estado com mais trabalhadores por conta própria em cooperativas Marco Favero/Agencia RBS

Foto: Marco Favero / Agencia RBS

Santa Catarina é o Estado brasileiro em que mais trabalhadores por conta própria são associados a cooperativas de trabalho ou produção. Dentre os ocupados como empregadores ou trabalhadores no modelo por contra própria, 13,5% são cooperativados. O número estadual é maior que os 5,8% nacionais e também que a média da região Sul (10,3%).  

O módulo temático da pesquisa PNAD Contínua: Características adicionais do mercado de trabalho 2012-2017 foi divulgado nesta quinta-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).   

Nos números do país, o grupo de atividade que apresenta maior estimativa é "Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (46,1%). Em seguida está Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (12,0%), Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (11,0%) e Transporte, armazenagem e correios (10,9%). A menor estimativa é do grupo de atividades de Construção (2,5%).

O percentual de associados a cooperativa de trabalho ou produção era maior, em 2017, entre homens (6,7%) do que entre mulheres (4,1%).

Veja também:  Governador eleito de SC confirma equipe de transição

Sindicalização é a menor desde 2012

Santa Catarina foi o quarto Estado com maior proporção de associados a sindicatos (18,25). Os três primeiros são:  Piauí (22,9%), Maranhão (20%) e Espírito Santo (18,5%). O Rio Grande do Sul possui a mesma proporção que SC. 

A taxa de sindicalização no Brasil em 2017 – 14,4% – é a menor desde o início da série histórica, em 2012 (quando alcançou 16,2%). A Região Sul teve os maiores percentuais em todos os anos, mas também foi a que mostrou a principal redução desse indicador entre 2012 (20,3%) e 2017 (16,2%).

A maior taxa em 2017 ocorreu entre empregados no setor público (27,3%), seguida por empregados no setor privado com carteira assinada (19,2%). Os trabalhadores por conta própria tiveram uma das maiores quedas de taxa de sindicalização na série histórica, de 11,3% em 2012 para 8,6% em 2017.

Ocupação em empreendimentos de pequeno e de grande porte

Os catarinenses ocupados em empreendimentos de grande porte (51 ou mais pessoas) alcançaram 29,1% em 2017. SC é a quarta unidade da federação neste quesito, atrás do Distrito Federal (35,6), São Paulo (35,5%) e Rio de Janeiro (31,5%). A média nacional ficou em 26,1%. 

Nos empreendimentos de pequeno porte (de 1 a 5 pessoas) o percentual de ocupados foi de 44,3% em SC, enquanto a média brasileira ficou em 51,5%. 

Estas estimativas desconsideram os empregados no setor público e os trabalhadores domésticos.

Leia também: 

Governo de SC pagará segunda parcela do 13º no dia 17 de dezembro

Veja quais são as principais atribuições do Ministério do Trabalho

Decisão do STF pode facilitar demissão em estatais, segundo jornal

 Veja também
 
 Comente essa história