Traficante brasileiro Marcelo Piloto é expulso do Paraguai divulgação/divulgação

Foto: divulgação / divulgação

O brasileiro Marcelo Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto, acusado de tráfico internacional, falsidade ideológica e homicídios, foi extraditado nesta segunda-feira (19) do Paraguai para o Brasil. Segundo a imprensa paraguaia, ele deixou o país em uma aeronave do Grupo Aerotático da Força Aérea local às 5h05min. 

Pelo Twitter, o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, afirmou que decidiu expulsar Marcelo Piloto para que o país “não seja terra de impunidade para ninguém”.

Traficante confesso, Marcelo Piloto fugiu do Brasil após ter sido condenado a 26 anos de reclusão. A extradição do brasileiro foi cercada de sigilo e segurança envolvendo três barcos de patrulha das Forças Operacionais Especiais de Polícia (FOPE), segundo a imprensa do Paraguai.

No sábado (17), Marcelo Piloto foi acusado de ter esfaqueado 17 vezes na cela em que estava uma jovem, de 18 anos, que foi visitá-lo. Autoridades paraguaias acreditam que ele cometeu o crime na tentativa de evitar a extradição para o Brasil.

Piloto foi preso na cidade de Encarnación, no Paraguai, em 2017, após a descoberta que estava usando documentos falsos.

Veja também:

Presidente do Paraguai demite chefe da Polícia após assassinato em presídio

Mudança no comando da polícia no Paraguai por crime de traficante na prisão


 Veja também
 
 Comente essa história