O incêndio em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos no Equador deixou 18 mortos e oito feridos nesta sexta-feira, revelaram as autoridades.

Raúl Ledesma, governador da província de Guayas, informou 17 mortos e vários feridos, e um dos feridos faleceu no hospital, segundo os serviços de socorro.

Os bombeiros informaram que as vítimas "estavam no interior do imóvel" e morreram intoxicadas.

O incêndio ocorreu em uma casa na cidade costeira de Guayaquil (sudoeste), onde funcionava uma clínica de reabilitação para pessoas com problemas de vício em drogas e álcool.

De acordo com Ledesma, havia entre 30 e 40 pessoas na clínica, mas um paciente afirmou que "eram 56 internos".

"Quase a metade conseguiu escapar. Arrebentaram uma parede", revelou o paciente.

As autoridades ainda não informaram as causas do incêndio, mas suspeita-se que tenha sido deflagrado pelos próprios pacientes.

Os bombeiros "nos disseram que eles (os internos) empilharam colchões e provocaram o incêndio". "Talvez tentassem sair do confinamento", disse Tanya Varela, chefe de polícia local.

A polícia constatou que as vítimas fatais estavam confinadas a uma quarto da clínica "Nova Vida", que funcionava em uma casa de dois andares.

A imprensa informou que a clínica não tinha autorização para funcionar e que seu diretor é procurado pela polícia.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história