Um tribunal peruano ordenou nesta sexta-feira a prisão preventiva do ex-presidente do país Pedro Pablo Kuczynski, que está internado numa clínica na capital Lima por conta de problemas cardíacos, dentro de mais uma etapa da investigação de suposta lavagem de dinheiro no escândalo Odebrecht, informou o Poder Judiciário.

"O Terceiro Juizado de Investigação Preparatória Nacional Permanente Especializado em Delitos de Corrupção de Funcionários ordena 36 meses de prisão preventiva para o ex-presidente Pedro Pablo Kuczynski, investigado por lavagem de dinheiro com agravante de participação em organização criminosa", informou através do Twitter o Poder Judiciário.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história