O presidente da Bolívia, Evo Morales, iniciou neste sábado sua campanha eleitoral para as eleições de outubro em busca de um quarto mandato, con un discurso marcadamente nacionalista e la promessa de consolidar a industrialização do país a partir do lítio e a eletricidade.

Diante de milhares de apoiadores reunidos na pista do aeropoerto de Chimoré (seu feudo eleitoral no centro do país), Morales dicursou sobre as conquistas econômicas de seus 13 anos de governo, marcados pela estabilidade econômica mas abalados por fortes críticas de corrupção e dilapidação do patrimônio público.

"Quero mais cinco anos (de governo) para terminar as obras de Evo, mais cinco anos para garantir esta libertação para toda a vida", declarou Morales diante da multidão, entre eles muitos funcionários públicos que foram orientados a participar do evento.

A oposição tenta impedir que Morales concorra novamente à presidência alegando que um referendo nacional vetou essa posibilidade em 2016, apesar de no ano seguinte o Tribunal Constitucional permitiu a candidatura sob o argumento de que é seu direito humano.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história