A Bolívia extraditou para o Brasil o autor de um triplo assassinato em São Paulo no final de 2018 - informou o escritório da Interpol, nesta quarta-feira (12), na cidade de Santa Cruz (leste).

Gustavo Vargas Arias, de 37 anos, autor confesso do homicídio e esquartejamento de três bolivianos (o casal Jesús Reynaldo Condori, 39, e Irma Morante Sanizo, 38, e seu filho Abner Morante Condori, 8 anos) foi entregue à meia-noite desta quarta às autoridades brasileiras.

"Gustavo Vargas foi entregue a agentes da Polícia Federal na sala de pré-embarque do aeroporto Viru-Viru para transferência para o Brasil, onde enfrenta um processo pelo assassinato de uma família", aponta o relatório da Interpol, citado pelo jornal El Deber.

Após o triplo homicídio em São Paulo, na véspera de Natal, Vargas fugiu para a Bolívia, onde foi capturado em fevereiro, em Santa Cruz.

Os motivos para o crime foram econômico, de acordo com a Polícia boliviana. Vargas trabalhava para o casal Condori-Morante em uma oficina de costura.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história