Os Estados Unidos detiveram cerca de 1.700 pessoas em um macrooperação de dois meses contra a pedofilia online em todo o país, anunciou o Departamento de Justiça na terça-feira (11).

A operaçãom batizada de "Broken Heart" (coração partido), realizada entre abril e maio, teve como alvo pessoas que produzem e distribuem pornografia infantil, assim como aqueles que a recebem e a liberam.

Os investigadores também foram atrás de pessoas envolvidas no tráfico sexual de crianças e pedófilos que viajam pelo país e vão ao exterior para abusar sexualmente de crianças, explicou o departamento.

A operação levou à identificação de 308 supostos abusadores e 357 crianças que sofreram abusos forçados a participarem na produção de pornografia.

"O abuso sexual de crianças é repugnante e vitimiza os mais inocentes e vulneráveis de todos", disse o procurador-geral Bill Barr em um comunicado. "Devemos fazer com que toda a força da lei caia em predadores sexuais".

A "Broken Heart" foi dirigida pelo Escritório Especializado em Crimes contra Crianças da Internet (ICAC), que desde sua criação em 1998 fez 95.500 prisões, uma média de 13 por dia.

* AFP

 Veja também
 
 Comente essa história