Uma inovação, muitas vezes, pode não ser classificada como disruptiva - aquela em que há quebra de paradigmas e transformação da indústria e do mercado. Nem sempre a inovação representará uma revolução visível. Ainda assim, o impacto gerado é expressivo.

Atento a esse potencial impacto altamente positivo é que o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) decidiu apoiar o projeto de desenvolvimento corporativo e de inovação organizacional apresentado pela Fundação Certi em 2014.

- Era uma ideia nova, e totalmente diferente de tudo o que já havíamos financiado em inovação. Mas era também uma oportunidade de fomentar o desenvolvimento da entidade e também criar um case de financiamento a esse tipo de projeto dentro de um parceiro institucional importante - explica Nelson Ronnie dos Santos, superintendente da agência do BRDE em Santa Catarina.

O projeto contemplava uma série de iniciativas e investimentos para modernizar a fundação tanto do ponto de vista da gestão como também do posicionamento e da relação com o mercado, segundo o superintendente de operações, finanças e administração da Fundação Certi, Günther Pfeiffer.

- Fizemos investimentos de R$ 10 milhões por meio do programa BRDE Inova. Todos em projetos que, em tese, não se enquadravam nos modelos tradicionais de financiamento - afirma.

Clique aqui e conheça o BRDE

Entre os itens do projeto estavam um novo modelo de gestão para a Fundação Certi, a implantação de um sistema integrado de gestão (ERP - Enterprise Resource Planning), a estruturação de uma plataforma tecnológica de convergência digital, investimentos no LABelectron - que desenvolve métodos e tecnologias para fabricação de produtos eletrônicos de alta complexidade, a expansão para outros mercados entre outras.

- O BRDE foi sensível à necessidade da Certi, entendeu o impacto que o projeto poderia ter em todo o ecossistema da inovação tecnológica catarinense e financiou a ideia por meio do programa BRDE Inova - diz o superintendente do BRDE.

O programa BRDE Inova foi criado para atender demanda das empresas inovadoras e trouxe diferenciais importantes, que foram fundamentais para o sucesso do projeto. Entre eles, a flexibilização de garantias reais, os critérios para que uma empresa pudesse ser considerada inovadora e a possibilidade de conceder crédito para financiar ativos intangíveis, como hora-homem, viagens de aprimoramento e de negócios, participação em feiras e protótipos.