Um dos projetos mais ousados em tratamento e distribuição de água de Santa Catarina foi inaugurado na manhã de quarta-feira (07), em Bombinhas. A Águas de Bombinhas entregou o novo sistema de abastecimento para a cidade: com um investimento de R$ 55 milhões, a empresa construiu um empreendimento moderno, com 27 quilômetros de adutora e capacidade de produção de até 140 litros por segundo de água.

A inauguração foi realizada na Estação de Tratamento de Água (ETA) de Zimbros e contou com a presença de autoridades, colaboradores da concessionária e representantes da comunidade. Durante o evento os participantes conheceram os detalhes do novo sistema e os processos de tratamento da água, desde a captação até a distribuição para a comunidade.

A partir de agora, a captação de Bombinhas é realizada no rio Tijucas, na zona rural do município, percorre o caminho da adutora passando por Porto Belo, até chegar no alto do Morro de Zimbros.

- Bombinhas é uma cidade paradisíaca, repleta de belezas naturais e finalmente se torna independente em recursos hídricos. Estamos felizes e honrados em poder fazer parte da história dessa cidade, contribuindo para o crescimento econômico e turístico da região - comenta o diretor presidente da Águas de Bombinhas, Carlos Roma.

O volume de água disponível para a cidade foi calculado pensando no consumo de todo o ano. Ou seja, a produção é suficiente tanto para o verão quando para o inverno. Agora, Bombinhas tem a capacidade de aumentar em até cinco vezes a sua produção de água, se comparado com os últimos anos. Durante os últimos meses a empresa concentrou esforços para concluir a obra de forma ágil, trabalhando de madrugada e em sistemas de plantão.

- Fizemos diversas manobras e tomamos decisões pensando no bem-estar da população, optando pelos horários de menor movimento e trabalhando durante a noite para concluir o projeto - completa Roma.

ETA Bombinhas. Divulgação

Vantagens do sistema

Além de Bombinhas, os municípios de Itapema e Porto Belo também serão beneficiados com o novo sistema de abastecimento. Isso porque o manancial do Rio Perequê, local onde até então era feita a captação para as cidades, já não tinha capacidade para atender a demanda dos municípios. Com a captação de Bombinhas em Tijucas, a oferta de água para os municípios vizinhos fica maior.

Além disso, a Águas de Bombinhas também ofereceu contrapartidas para Tijucas e Porto Belo pela passagem da adutora dentro dos municípios. Em Tijucas, 28.240 m² da Estrada Geral da Itinga estão sendo asfaltados e, em breve, serão entregues à população. Já em Porto Belo, a concessionária está repavimentando aproximadamente 14.900 m² da Avenida Governador Celso Ramos. Além disso, também ira reurbanizar cerca de 320 metros da orla da praia.

Foto Inauguração: Leonel Pavan - presidente em exercício da Alesc, Paulo Henrique Dalago Müller - Prefeito de Bombinhas, Ana Paula Silva - Deputada Estadual eleita, Thais Gallina - Diretora Águas de Bombinhas, Carlos Roma Jr - Diretor Presidente da Águas de Bombinhas, Ricardo Miranda - Diretor Aegea, e João José Fonseca - Diretor Aegea. Divulgação

Sobre o projeto

A decisão de antecipar os recursos e iniciar a obra do novo sistema de abastecimento antes do prazo foi tomada em uma parceria com a prefeitura de Bombinhas, após o verão de 2016. A pedido do poder concedente, a concessionária antecipou a conclusão da ETA em três anos, inicialmente prevista para ser concluída somente no ano 5. Durante todo o processo, a Águas de Bombinhas manteve contato próximo com os municípios envolvidos, ouvindo a comunidade e atendendo os pedidos.

- Sempre mantivemos um contato estreito com as prefeituras envolvidas e a comunidade. Fizemos mudança de rotas, alteramos nosso traçado e acatamos pedidos da população, tudo para que a obra corresse da melhor maneira - explica a diretora executiva da Águas de Bombinhas, Thaís Gallina.

- Hoje entregamos nosso projeto para a população muito satisfeitos com o resultado - completa.

Conteúdo patrocinado por Águas de Bombinhas e publicado pelo Estúdio NSC Branded Content