Os vitrais que emolduram o casarão da Rua Arcipreste Paiva, ao lado da Catedral Metropolitana de Florianópolis, guardam uma história atrelada à modernidade. As sessões concorridas que aconteciam nas tardes dos anos 70 indicavam a modernidade que o Cine Ritz trazia ao cinema. Patrimônio artístico e histórico, o local é símbolo do vanguardismo da cidade e, com a chegada da unidade de Ensino Médio do COC, a premissa segue a mesma: criar o futuro.

Tombado pelo Decreto Municipal 270 em 1986 e classificado com Nível de Preservação 2 pelo Decreto Municipal 521 de 1989 - que orienta a conservação e restauro completo da fachada e cobertura - o prédio já passou por algumas fases. A primeira grande reforma aconteceu para que o Cine Rex desse lugar ao moderno Cine Ritz, em 1943. Na ocasião, a mudança na estrutura transformou o espaço na maior sala da capital, com 700 lugares e um conceito modernista. A reforma foi responsável por abrir um túnel de acesso para a Rua Padre Miguelinho, direcionando o público para uma porta de saída diferente, impedindo o retorno e liberando a passagem de quem aguardava a próxima sessão. Hoje, a ação inovadora da época é porta de entrada para a educação.

Com o surgimento de alternativas de entretenimento na cidade, a estrutura acabou sucumbindo ao tempo. Sob o efeito das inúmeras adversidades naturais aos prédios históricos com a pouca manutenção por mais de dez anos, a integridade da construção ficou comprometida por muito tempo devido às diversas rachaduras e problemas estruturais.

Após ser adquirido por um empresário do ramo imobiliário no final de 2015, responsável pelas primeiras ações de recuperação do imóvel, o edifício estava pronto para receber uma perspectiva diferenciada de utilização. Para Erivaldo Carvalho, diretor e professor do COC Floripa, foi o prédio quem escolheu o grupo de ensino:

- Nós não estávamos ativamente procurando um local. Foi o prédio quem nos "encontrou". O proprietário nos convidou para instalarmos uma unidade do COC e concordamos apenas após ter a certeza de que manteríamos a aura de qualidade do Cine Ritz - comenta Carvalho.

A construção fez parte da segunda fase da urbanização de Florianópolis, responsável pela expansão do centro histórico em direção à Praça Getúlio Vargas. A preocupação com a memória e a referência do prédio se manteve durante todo o projeto de restauração. Hoje, ele abriga as salas de aula de turmas a partir do 1º ano do ensino médio.

- No Projeto de Restauro as fachadas e cobertura tiveram suas características totalmente preservadas, mantendo todos os elementos estruturais, aberturas e ornamentos originais. As esquadrias originais foram totalmente recuperadas e os vãos descaracterizados no pavimento térreo, tanto na Rua Arcipreste Paiva como na Rua Padre Miguelinho, foram recompostos conforme proposto no projeto - comenta Ivana Szczuk, arquiteta e urbanista da SZ arquitetura, escritório responsável.

Quanto ao interior, uma das estratégias foi valorizar as características de cada momento da história do prédio: restaurando as esquadrias em madeira e vitrais, evidenciando as paredes internas com tijolos aparentes, a estrutura em concreto e as novas instalações necessárias para adequação do prédio. Tudo para proporcionar a união entre a história e a modernidade. Todos os projetos foram aprovados e a obra foi acompanhada de perto pelos órgãos responsáveis, como o Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf) e Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico e Natural do Município (SEPHAN), o Corpo de Bombeiros e a Vigilância Sanitária.

- O grande desafio foi adequar as necessidades de um colégio moderno em um edifício histórico de grande importância para a cidade, mas que já havia sofrido diversas intervenções estruturais internamente. Nossa proposta foi resgatar ao máximo as características da edificação e, em contrapartida, fazer intervenções trabalhando uma linguagem contemporânea, jovem e vibrante como o DNA do COC Floripa. Criamos espaços modernos e confortáveis, que estimulam o aprendizado, alinhado com o conceito utilizado nas demais unidades - conta Ivana.

Quer descobrir um pouco mais sobre como foi essa mudança e os planos para o prédio? Confira a série de reportagens do canal Momento Educação aqui no Diário Catarinense

*Colaborou com esse conteúdo Fifo Lima

Confira abaixo como ficou a reforma do prédio do Cine Ritz para receber o COC: